Claudia Holanda

Bacharel em Comunicação Social, Habilitação em Jornalismo
Mestra e Doutora em Engenharia de Produção.
Laboratório de Tecnologia e Desenvolvimento Social.

Analista de projetos culturais na linguagem de Música, da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura, vinculada à Funarte/ MinC.
Atividade: emissão de parecer técnico relativo a produtos ou projetos culturais na área de Música

Trilha sonora do Filme Conceição, a história além da fé. Direção Sandra Lima. 2019

Governo do Estado de Pernambuco / Fundarpe – Analista de projetos culturais na linguagem de Música.

Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal – Analista de projetos culturais na linguagem de Música e Audiovisual do Fundo de Arte e Cultura (FAC) e Lei de Incentivo à Cultura (LIC). 2017

Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte de Goiás – Analista de projetos culturais na linguagem de Música do edital de Fomento a Cultura nos Municípios Goianos 2016 e do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2017. Parecerista da Comissão Especial de Avaliação do Edital de Fomento a Festivais de Música em Goiás, em 2018 e 2019.

Parecerista da Comissão – Especial de Avaliação do Edital de Fomento a Música em Goiás, 2018. Analista de projetos culturais na linguagem de Música do edital de Fomento a Cultura nos Municípios Goianos 2016 e do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2017. Analista de projetos culturais na linha de Festivas de Música e projeto de Formação artística e acadêmica em 2019.

Secretaria de Cultura e Turismo de Sorocaba – Analista de projetos culturais na linguagem de Música da Lei de Incentivo à Cultura de Sorocaba 2017 e 2018.

Secretaria de Cultura de Chapecó.
Analista de projetos culturais na linguagem de Música da Lei de Apoio à Cultura de Chapecó em 2017.

Festival ELAS POR ELAS – Cultura, Comunicação e Trabalho – Selecionada na etapa Rio de Janeiro 2019 como cantora e compositora.

Projeto “Performar Arquivos – edição Goiânia” e Performar Memórias – Rio de Janeiro –
Duração dos Projetos de janeiro a dezembro 2018. Atividades: Administração de mídias sociais, redação e revisão de textos; criação de pautas para a imprensa; edição de conteúdo para site do projeto.

Grupo de pesquisa e produção BUG404 – Integrante do grupo de pesquisa e produção Bug404, sobre narrativas interativas. Atividade: mapeamento da produção no Brasil e no mundo, produção de artigos, palestras e realização de projetos em mídias interativas. Desde 2015

Fundação Casa de Rui Barbosa – Debatedora da Série Cultura Brasileira/ Diálogos, em abril de 2017.

Universidade Veiga de Almeida (UVA) – Professora visitante dos cursos “Narrativas Interativas e Novas Mídias” e “Música, sonoridades e escuta”, dentro do Departamento de Comunicação Social/ Publicidade. 2016. Assuntos abordados no primeiro curso: filmes interativos, realidade virtual, 3D, mapas sonoros, produção de filmes interativos no Brasil e no mundo, possibilidades narrativas e de interação entre realizadores e espectadores, métodos de criação e produção de narrativas interativas, exposição de softwares (klynt, storymap, etc…).

Revista Leonardo Music Journal, do MIT. Parecerista (reviewer) convidada em 2016 para analisar textos sobre música e arte sonora.

Mapa sonoro Sons do Porto – Pesquisa e produção do mapa sonoro da região portuária do Rio de Janeiro SONS DO PORTO (www.sonsdoporto.com), como parte da pesquisa de doutorado Escutando a Cidade. Trata-se de um mapa afetivo que traz gravações sonoras de campo, histórias contadas pelos participantes da pesquisa e imagens da região portuária. A pesquisa ganhou a Chancela Ação Local da prefeitura do Rio de Janeiro em 2015.

Companhia Theatrum Mundi
Atividade: musicista e cantora na montagem de Romeu e Julieta para o público infantil.

Festival MARCO ZERO. Brasília – 2017 – Criação das intervenções “Cinema para os Ouvidos” e a “Cidade ao redor”, para o Festival Marco Zero (Brasília). As intervenções aconteceram no espaço público com objetivo de performar a escuta. Mais infos:
https://claudiaholanda.wordpress.com/arte-sonora/

InCômodos – Design de som de uma instalação na mostra multissensorial InCômodos

Secretaria Estadual de Educação – Cargo: repórter da assessoria de imprensa.
Atividades: Pesquisa, elaboração e edição de textos; Assessoria de Imprensa; Elaboração e edição dos informativos e publicações oficiais; atualização de conteúdo do site da secretaria; sugestão de pautas para a imprensa. Trabalho realizado de abril 2009 a dezembro 2009

Jogos Pan-americanos – Rio 2007 – Cargo: Operações de imprensa – supervisora de fotografia
Atividades: Planejamento e definição de posições de fotografia nas instalações esportivas; orientação de equipe de voluntários; Interface entre fotógrafos, voluntários, gerentes de competição e gerentes de instalação.

Comunicação; Elaboração e realização de encontros com a imprensa geral e especializada;
Produção de jornal, folders e revistas. De 2003 a 2004
Repórter da editoria de Política do Jornal O Fluminense – 2001
Repórter do Jornal Lance – 2000
Repórter do Jornal dos Sports – 1999 a 2000

PUBLICAÇÕES, PARTICIPAÇÃO EM CONGRESSOS SOBRE MÚSICA E SOM
JISMA – Jornada Interdisciplinar de Som e Música no Audiovisual
Integrante da Comissão Científica da III (Jisma), evento promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Música (PPGM) e pelo Fórum de Ciência e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), realizado no Colégio Brasileiro de Altos Estudos da UFRJ, no Rio de Janeiro, entre os dias 18 e 21 de junho de 2018

ANPPOM – Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música
Parecerista no processo de avaliação das comunicações submetidas ao XXVIII Congresso da
ANPPOM no simpósio “A produção musical e sonora de mulheres”. 2018
• Artigo: Sondando a cidade. Memória, cartografias e caminhadas sonoras. Revista Z Cultural, 2017. da Coppe/UFRJ, pela editora E-papers (2011);
• Responsável pela produção e edição de textos dos Cadernos Temáticos Vol. 1 (Responsabilidade Social) e Vol. 2 (Meio Ambiente e Energia) da Coppetec/UFRJ (2010);
• Produção de dezenas de shows, eventos culturais e institucionais



PATROCÍNIO

EDITAL FOMENTA FESTIVAL RJ – LEI ALDIR BLANC